O Trade Marketing Force, por trabalhar com grande volume de informações, possui a infraestrutura necessária para receber dados customizados e/ou categorizados que possam ser utilizados nos gestores de KPI.

Desta forma, é possível integrar nossa ferramenta com os BIs e ERPs do mercado, como o SAP, Neogrid, Accera e TOTVs, entre outros. Isso permite que a sua ação de trade tenha ROI efetivo de acordo com os dados recebidos.

Por mais que você tenha um produto ou serviço e seu foco seja vendê-los aos varejistas, quem de fato irá comprá-los e consumi-los é o cliente final. Portanto, saber trabalhar bem o sell in e o sell out é essencial para que as vendas prosperem.

É claro que isso pode ser um pouco difícil de explicar ao vendedor, sempre concentrado em fechar negócio com um novo cliente e bater a sua meta. Contudo, ele precisa ter em mente as necessidades de ambos.

É fundamental explicar quais são as vantagens e benefícios que um produto ou serviço pode oferecer.  Ao mesmo tempo, não se pode perder de vista a maneira como o cliente final irá utilizá-los. Essa é a linha de chegada de todo e qualquer processo de venda.Para que os dois conceitos fiquem claros, confira abaixo a explicação de cada um.

Sell in: a venda feita ao cliente varejista

O sell in é a venda é feita àquele que disponibilizará os produtos ou serviços aos consumidores finais. Para que ela ocorra, é preciso que o comprador entenda muito bem todas as suas características: embalagem, preço e manuseio. Além disso, também todas as vantagens que o produto trará ao seu PDV (ponto de venda).

Sell out: a venda feita ao cliente final

Para que a venda aconteça, não basta somente disponibilizá-la. É preciso, sobretudo, ofertá-la adequadamente. Para isso, dessa vez, o cliente final é quem deve ver as vantagens do produto ou serviço quando for consumi-lo.

Para pôr em prática as ações e expor melhor seus produtos no PDV, é necessário pensar no que o cliente gostaria de receber em primeiro lugar. Talvez uma promoção de “leve 3, pague 2” funcione. Outra opção pode ser uma experiência única que lhe traga bons momentos e memórias associadas à marca.

Em resumo, o bom vendedor tem um desafio duplo: convencer o seu cliente a comprar e também mostrar como ele poderá fazer a mesma coisa com seu próprio cliente. Logo, é preciso que o objetivo esteja bem alinhado entre ambos para que a medição das ações de sell out apresente resultados significativos.