O mercado está difícil, você quer alavancar seus números e para isso precisa trazer a equipe junto. O que vem imediatamente a sua mente? Muito provavelmente, a ideia de criar uma campanha de incentivo. Acertei?

Não resta dúvida de que esta é uma estratégia eficiente para estimular o time, impulsionar ações e aumentar as vendas. Por isso muitas empresas lançam mão deste recurso com frequência.

Mas será que o que você realmente precisa é de uma campanha de incentivo? Ela não é a única ferramenta que o Trade Marketing oferece que pode mudar o jogo a favor da sua empresa. Talvez tenha apenas se tornado um hábito. Já parou para pensar nisso?

Tenha cuidado ao olhar para a concorrência

“A grama do vizinho parece mais verde que a sua”. Já ouviu esta expressão? É comum que, ao observar as ações da concorrência, surja a ideia de que, se alguém está fazendo algo é porque está funcionando. Logo, o mesmo caminho deva ser seguido.

O fato é que nem sempre a grama do vizinho é mais verde que a sua. Ou ainda, nem sempre a grama é do mesmo tipo.

Ou seja, o fato dos seus competidores fazerem muitas campanhas de incentivo não significa que você deva seguir o mesmo caminho. Pelo menos não sempre. Cada empresa possui características próprias, por isso o desempenho de cada uma é diferente. 

Antes de pensar em uma campanha de incentivo é importante verificar como estão alguns processos e departamentos da empresa. Esta análise pode mostrar se existem falhas que atrapalham o desempenho da equipe, mas ficam escondidas quando as campanhas são implementadas.       

Avalie a comunicação da empresa

Tudo começa pela comunicação. Sempre. Não há como pensar em unir os colaboradores em torno de uma ação quando não existe garantia de que todos tenham as informações quando precisam. Isso é fundamental no dia a dia, não só nos departamentos da empresa, mas também com quem está fora, atuando no campo.

Você sabe como a comunicação da empresa é feita? Sabe se está sendo efetiva? É preciso garantir que toda a equipe tenha acesso a informação o tempo todo e da melhor maneira possível.

Se a comunicação atual depende apenas de e-mails e aplicativos como o WhatsApp, por exemplo, há uma grande chance de informação valiosa estar sendo perdida. É impossível agregar uma equipe em torno de um objetivo desta maneira.

Não é exagero afirmar que muitas vendas se perdem e muitas ações não têm o resultado desejado por simples falta de uma comunicação eficiente. Uma plataforma de gestão é a melhor maneira de resolver este problema. 

Avalie as opções do Trade

A comunicação da empresa está funcionando bem? Então agora é hora de avaliar algumas opções de ferramentas do Trade Marketing antes de escolher pela criação de uma campanha:  

1.     Promoção

Como sua empresa tem trabalhado a promoção dos itens que produz? Este é um dos pilares do Trade e, com certeza, é uma ferramenta poderosíssima para aumentar o volume de vendas. O calendário do varejo está sendo seguido e todas as oportunidades sendo aproveitadas? Verifique isso!

2.     Relacionamento com os clientes 

Uma das funções do Trade é promover o bom relacionamento com o cliente, uma vez que ele é a razão de ser da empresa. É preciso assegurar que exista um bom trânsito nos canais de distribuição. Isso só acontece quando uma parceria com o cliente é cultivada. É assim na sua empresa hoje?   

3.     Planograma

Bons planogramas funcionam como reais estímulos de compra quando bem executados. Para isso, precisam ser pensados estrategicamente e, depois de prontos, comunicados e seguidos à risca pela equipe no PDV.

O uso de planogramas na sua empresa é eficiente? Após serem executados seus resultados são avaliados? Estes dados são armazenados para criar um histórico e servirem de base para a aplicação de novos planogramas? Isso precisa acontecer!

4.     Execução

Como a equipe está executando as ações do Trade? Existe um acompanhamento e também um registro de tudo? Muitas estratégias não surtem o efeito desejado por pequenos erros de execução no final do processo. Garantir que as execuções sejam perfeitas aumenta as chances de resultados positivos.

Quando a campanha de incentivo vale a pena

Se todos os itens acima estão funcionando perfeitamente e você tem controle dos resultados, criar uma campanha de incentivo deixa de ser uma ação comum e se torna uma arma a mais no seu planejamento.

Imagine, uma equipe bem integrada por uma comunicação que funciona, que conhece seus clientes e sabe executar planejamentos está afiada o suficiente para ir mais longe. Neste caso, a palavra incentivo realmente possui este significado.   

Acompanhe nosso blog e nossas redes sociais! Curta, compartilhe, deixe seu comentário! Toda semana trazemos assuntos relacionados ao universo do Trade Marketing que podem ser fundamentais para o sucesso da sua empresa!

Até a próxima!

Sobre o autor
Tarcísio Bannwart
Tarcísio Bannwart
Diretor executivo - CEO
Criador do Trade Marketing Force, o portal de gestão mais completo do mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *