Um artigo recente publicado no portal da revista Exame mostra que a demanda do mercado brasileiro por alguns profissionais tem caído este ano.

Entre os cargos citados pelas quatro consultorias de recrutamento ouvidas na matéria está o de gestor de trade, cujas funções estão sendo acumuladas pelo head do marketing em algumas empresas.

Imagine como deve ficar o dia a dia de um profissional que, de uma hora para outra, recebe novas responsabilidades e funções. Com certeza não é fácil.

A gestão do trade marketing é uma tarefa complexa que envolve múltiplas atividades dentro e fora da organização.

Do planejamento até a análise dos resultados, passando pelo acompanhamento das ações no campo, quem administra uma equipe de trade não costuma ter tempo de folga, não importa o tamanho da empresa na qual atue.

E se a pessoa ainda for responsável por outra área a qualidade da sua entrega pode ficar muito comprometida. A solução mais rápida, segura e barata para estes casos é a sistematização do trade marketing da empresa.

O que é sistematização do trade marketing?

Sistematizar o trade hoje em dia, de modo simples, significa fazer uso das tecnologias mais modernas para executar tarefas antes feitas manualmente ou com o uso de planilhas.

Na prática, quer dizer usar ferramentas, softwares e aplicativos que facilitem a administração e execução do trade marketing tornando-as mais eficientes.

Atualmente a melhor forma de sistematização do trade marketing é a adoção de uma plataforma de gestão. Ela permite a integração de sistemas diferentes e pode ser acessada por toda a equipe.

Quando é hora de sistematizar?

Vamos voltar ao exemplo do início do texto. Mesmo que sua empresa não tenha reduzido o quadro de funcionários é possível que o responsável pelo trade atualmente já esteja sobrecarregado.

Lembre-se que ele é responsável, entre outras coisas, pela:

  • Gestão dos processos;
  • Gestão da equipe;
  • Gestão dos preços;
  • Definição de metas;
  • Análise de resultados;
  • Observação do que acontece no campo.

São atividades que consomem tempo e exigem uma grande capacidade de registro de informações. O responsável pelo trade é um profissional que trabalha muito.

Porém, nem sempre trabalhar muito é sinônimo de trabalhar bem, gerando resultados satisfatórios. A sistematização de algumas atividades do trade pode ajudar este gestor e sua equipe a desempenharem melhor suas funções.

Pense que processos feitos por duas ou três pessoas em muitas horas podem ser feitos em minutos por um sistema. Quanto sua empresa economizaria deslocando esta mão de obra para outras frentes?

Com uma gestão inteligente, a equipe pode ser enxuta, utilizando funcionários apenas nas execuções que o sistema não consegue realizar.

Existem outras razões para sistematizar o trade. Uma é a segurança trazida pelo sistema, cujos dados ficam armazenados sem a possibilidade de serem perdidos ou corrompidos. Outra é a possibilidade de se realizar análises rápidas de informações a qualquer momento.

O que pode ser sistematizado?

Existem muitos processos que podem ser realizados com o uso de sistemas. A Trade Marketing Force, por exemplo, é a plataforma mais completa do mercado brasileiro neste sentido.

Ela permite a gestão de orçamentos, campanhas de incentivo, processos e KPIs, além servir como um grande portal de comunicação com banco de imagens e vídeos.

Seu aplicativo de campo executa diversas funções como coleta de preços, controles de share e shelf life.  Além disso, monitora a execução no PDV e o gerenciamento do material de ponto de venda.

Colocando na ponta do lápis, são dezenas de tarefas que se tornam mais rápidas e podem melhorar a produtividade da equipe.

“O que sua empresa ganha sistematizando? Principalmente duas coisas: tempo e dinheiro”

Por onde começar a sistematização do trade marketing?

Não há uma fórmula para iniciar a implantação e o uso. Cada empresa possui características diferentes que precisam ser analisadas.

De um modo geral, estabelecer um local onde a comunicação possa ser compartilhada com toda a equipe deve ser a prioridade. É a partir desta central que outras funcionalidades vão ser incorporadas e colocadas em prática.

O uso do software de campo pode vir na sequência, auxiliando a execução das ações no PDV e colhendo dados fundamentais para a gestão.

Mas esta uma ordem básica das coisas. Cada empresa precisa customizar sua gestão trazendo ferramentas que sejam úteis para a realidade.

As grandes vantagens deste processo é que o sistema pode ser construído em partes, ganhando funcionalidades com o tempo, e o seu preço. Sistematizar o trade é um investimento barato quando a produtividade é medida antes e depois dele.

Agora que você conhece a importância da sistematização do trade marketing para sua empresa, visite o site da Trade Marketing Force. Lá você poderá conferir todas as operações que a plataforma e o software podem realizar.

Caso surja alguma dúvida, deixe seu comentário ou entre em contato.

Continue acompanhando nosso blog. Toda semana publicamos conteúdo novo e original sobre o universo do trade marketing, varejo e gestão. Com certeza são temas que podem ser muito importantes para a sua empresa.

Aproveite e siga nossa página no Facebook e nossa company page no LinkedIn. Elas também trazem conteúdo novo, deixando você atualizado sobre o que acontece no mercado. Confira, curta e compartilhe!

Até a próxima!

Sobre o autor
Tarcísio Bannwart
Tarcísio Bannwart
Diretor executivo - CEO
Criador do Trade Marketing Force, o portal de gestão mais completo do mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *