Não é difícil encontrar um profissional de trade marketing apagando um incêndio em sua empresa. Uma hora é o problema no tabloide, outra, o detalhe da campanha que precisa ser mudado às pressas, ou ainda um novo direcionamento da diretoria que mexe com todo trabalho da equipe.

Alguma coisa sempre acontece na vida deste profissional de trade que nunca tem tempo para reuniões, não pode parar para analisar as informações colhidas pelo time ou para planejar uma ação com calma.

Você é um destes profissionais?

Responda estas questões:

  • Você vive correndo para resolver todos os problemas do departamento?
  • Você precisa checar os números que vêm do campo e por isso está sempre ocupado?
  • Você para suas atividades para buscar dados que não chegam até você?
  • Você gasta bastante tempo montando apresentações para a diretoria e atualizando dados em planilhas eletrônicas?

Se você respondeu “sim” para a maioria destas perguntas pode se considerar um bombeiro, um verdadeiro apagador de incêndios.

Agora responda apenas mais um questionamento.

Isso é realmente necessário?

Eu posso responder. Não!

Ser profissional de trade não é fácil

Administrar um departamento de trade marketing requer múltiplas habilidades. O setor, por natureza, tem uma atuação ampla, interna e externa, fazendo a ponte entre vários departamentos, negociando com clientes diversos, criando, medindo, revisando, corrigindo.

O profissional de trade precisa ser versátil. Isso não quer dizer que pode – muito menos deve – abraçar o mundo, tentando administrar todas as coisas ao mesmo tempo.

A razão é simples: fazer tudo ao mesmo tempo significa não focar em coisa alguma o que, por sua vez, mostra que nada é realmente importante.

As chances de um planejamento ou ação não atingirem totalmente o seu objetivo deste modo são grandes. Simplesmente seguir em frente na base do “vamos aí” é um comodismo arriscado.

Você precisar parar um segundo para avaliar o seu próprio desempenho. Ele é satisfatório?

É hora de identificar os problemas

Você já parou para pensar no que rouba o seu tempo? Porque está sempre correndo de um lado para o outro resolvendo problemas que muitas vezes nem são seus?

A experiência diz que, provavelmente, pelo menos um destes 3 pontos atrapalha a sua vida:

  1. Falta de planejamento

Você tenta começar bem a semana e quando percebe, na própria segunda-feira, já teve que parar suas atividades para organizar um evento de última hora, resolver um problema de catálogo ou checar uma informação de campo in loco.

  1. Operacional em excesso

Mesmo sem querer você acaba tendo que pôr a mão na massa, ensinando processos pessoalmente e checando o que foi feito pela equipe.

  1. Terceiros complicados

Fornecedores que não entregam no prazo, equipe que não realiza o que foi planejado e até a diretoria que resolve implementar mudanças de última hora.

Com exceção do último item, os anteriores têm uma boa dose de posicionamento pessoal, ou seja, você pode resolver a questão, como veremos a seguir.

No caso dos terceiros, talvez a solução não esteja totalmente nas suas mãos, mas não é nada que um alinhamento estratégico bem feito, no caso da diretoria, e um planejamento que preveja possíveis contratempos não possam resolver.

Afinal, o profissional de trade é antes de tudo um negociador, não é mesmo?

Pare de apagar incêndios

Por que você ainda faz trabalhos que podem ser feitos por uma máquina? Por um sistema? Já parou para pensar nisso?

Grande parte do trabalho operacional executado no departamento pode ser automatizado e se transformar em apenas mais um processo que você só vai checar o resultado quando precisar.

Implementar o máximo de tecnologia possível no seu dia a dia é a solução para que os problemas de dados, prazos e execução sejam mínimos.

Muitas vezes a rotina de reuniões, horas de planejamento e um mar de dados criam uma falsa impressão de desempenho. Em qualquer função de qualquer empresa.

É preciso enfrentar algumas verdades inconvenientes:

Reuniões só valem a pena se gerarem ações práticas, caso contrário são perda de tempo;

 

Planejamentos só funcionam se forem realizados, avaliados, corrigidos e gerarem histórico, se não forem assim são apenas textos colocados em um arquivo;

 

Dados só servem se forem confiáveis e tiverem aplicação prática, de outra forma, são informações inúteis.

O seu desempenho profissional pode estar (ou vir a ser) comprometido por não enxergar isso. Mas não se sinta culpado. Muitas vezes a cultura da empresa a rotina embaçam a visão do profissional.

Pense que o seu tempo é precioso e ele deve ser concentrado em estratégia e não no operacional. A tecnologia é a chave para isso.

Como a sistematização do trade marketing reduz os custos e melhora a gestão da empresa.

Uma plataforma de gestão pode ser a solução

Acesse o site da Trade Marketing Force e conheça a plataforma de trade marketing mais completa do mercado brasileiro, com funcionalidades que vão da gestão de incentivos até a execução no PDV e muito mais.

Se tiver sugestões ou comentários sobre este artigo, deixe-os logo abaixo.

Continue acompanhando nosso blog. Toda semana ele traz artigos novos sobre trade marketing para você se informar e conhecer mais sobre o assunto.

Confira também nossas videoaulas sobre tecnologia do trade e acompanhe nosso conteúdo nas redes sociais. Curta a fanpage da Trade Marketing Force no Facebook e também a company page no LinkedIn.

Até a próxima semana!

 

Sobre o autor
Tarcísio Bannwart
Tarcísio Bannwart
Diretor executivo - CEO
Criador do Trade Marketing Force, o portal de gestão mais completo do mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *